Google+ minha casa, meu mundo: Alfineteiros e a H1N1

25 de maio de 2010

Alfineteiros e a H1N1

Fiquei babando!!!!



O tutorial está em vídeo, eu particularmente não gosto, porque não dá para usar o tradutor e demooooraaa, mas os alfineteiros são tãaaaaooooo lindos que vale a pela. AQUI
E tem a segunda aula, AQUI

***
Ando tão sem assunto... ou melhor assunto até eu tenho, mas estou resfriada. A Bea teve reação da segunda dose da H1N1, tá bem caidinha, muita dor de cabeça e o nariz super entupido. Mas a pior reação foi a da Tóia, ela tomou a vacina no começo de maio e ficou péssima, tossindo muito, dor de garganta e febre. Eu tive muita dor de cabeça.
Mas tudo isso não é nada perto dos sintomas da H1N1, para quem não lembra minha irmã pegou o vírus, teve pneumonia e quase morreu (de verdade). No ano passado eu e as crianças ficamos um mês trancados aqui na chácara, por isso estou muito feliz que todos aqui em casa estão imunizados.
Quem ainda não se vacionou e está nos grupos atendidos pelo governo: vá ao posto mais próximo de sua casa e tome a vacina urgentemente. Não é mais a data de seu grupo? Converse e tente ser vacinado, como as metas do governo ainda não foram atendidas é bem provável que não te neguem a vacina. Se você não está nos grupos procure a rede privada, a vacina não é barata mas vale a pena.
E vamos lembrar que a vacinação não elimina os cuidados obrigatórios: lavar as mãos, passar alcool em gel, manter a casa ventilada, não tossir ou espirrar próximo às pessoas... na verdade são cuidados básico que deveríamos ter mesmo sem o perigo da gripe.
Eu acho um absurdo as crianças em idade escolar terem ficado de fora da campanha (que atinge apenas crianças até 4 anos e 11 meses). Aqui em Curitiba algumas escolas particulares (segundo li nos jornais) compraram a vacina em lotes para imunizar os alunos, converse na sua escola e tente ver esta possibilidade pois se comprarem um grande lote certamente sairá mais barato.
Nem todo o Brasil tem a mesma preocupação que nós de Curitiba, por conta do nosso clima (tenebroso) no ano passado fomos a cidade com o maior número de casos no Brasil e havia verdadeiro pânico, escolas sem aula, falta de leitos em hospitais, diagnósticos errados (como aconteceu com minha irmã), pessoas morrendo. Tanto que o Ministério Público já impetrou duas ações pretendendo que toda a população do Paraná (o mais atingido) fosse imunizada, até agora sem sucesso porque o Ministério da Saúde diz que não há vacinas para todos. Já os laboratórios dizem que possuem 20 milhões de doses para entrega imediata...
Este é o nosso país que nos cobra tantos impostos e não nos garante os direitos constitucionais mais básicos: saúde, segurança e educação. Mas este é assunto para outro post.
Beijos
Lu

17 comentários:

  1. Oi, Lu.
    Adorei os alfineteiros, mas tutorial em video in English eu ainda não encaro, não... rsrsrs
    Olhe, sobre a gripe, aqui em PE eu vi no jornal que crianças a partir de 02 anos deveriam ser vacinadas, já que não foi necessário usar a reserva de vacinas estipulada pelo governo.
    Será que é só aqui ou no Brasil todo ?
    Depois do seu post eu fiquei na dúvida...
    Não tenho crianças em casa (o que é uma pena pra mim, diga-se de passagem... rs), mas acho que vc está coberta de razão.
    Afinal, crianças que vão pra escola e ficam em local fechado com outras crianças deveriam ter prioridade na vacinação, não é mesmo ?
    Beijos pra vc.

    ResponderExcluir
  2. oi menina...
    como vc tá?
    adoro seu blog...
    qdo vc vai nos ensinar como personalizar os itens de festa, como vc fez na da Bea???
    Passa no meu blog, tem uma promoção bem legal... presentinhos...
    bjks

    ResponderExcluir
  3. é bem assim mesmo, vou me vacinar hoje, e o pequeno vai tomar a segunda dose. Só o maridão ficou de fora. E tem gente, q não quer se vacinar, tem medo e desinformação.
    Bjs e boa terça pra ti.
    nina florence barros

    ResponderExcluir
  4. Oi Lu!!

    Adoro seu blog e não deixo de visitar!

    Aqui em casa todos tomaram a vacina e graças a deus ninguém teve reação, só eu que tive uma dor local; mas nada demais. Até mesmo meu marido que pela idade (47) não tomaria, tomou.

    Também fiquei muito preocupada com aquele surto da H1N1, sempre lavo a mãozinha do meu filho quando estou na rua, onde tem álcool gel, lá estamos nós.

    Adorei os alfineteiros, mais um sonho de consumo meu...rsrs. Não sei costurar ainda, mas faço muitas pesquisas para um dia começar a me arriscar. Tenho alguns tutoriais lindo que você postou.


    Beijos e boa semana!!
    Lina
    http://euemeusjooes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Oi Lú....
    Sobre a vacina... aqui em casa todos foram imunizados também graças a Deus.
    Outro assunto: estamos organizando um encontro entre as meninas blogueiras aqui de Curitiba....eu lembrei de você.
    se tiver interesse, acesse
    http://flores-sendo.blogspot.com/2010/05/encontro-de-blogueiras.html
    A data e o local ainda serão combinados depois que tivermos algumas confirmações.
    beijihnos.....

    ResponderExcluir
  6. Oi Amigaaaaaaaaaaaaaaaaaaa..
    Menina vc ñ tem ideia de quanto tempo eu tempo deixar um comentario no seu cantinho que por sinal é um cantinho show dw bola.........
    amo tudo que vc posta e lei atentamente tudo coisa que as vezes ñ faço nos outros.... ( ai que culpa)
    Bom eu ñ sei por que mais nunca abria .. eu clicava , clicava e nada...
    Mais hj ele abriu ... e estou muito feliz em poder mostrar pra vc que estou aui do outro lado sendo fiel visitantte e amante do seu blog... especial..
    É isso amiga... eu exito do outro lado.. uma a mais a adimira-la.. srrsrsrsrs
    Fcarei muito contente em receber vc no meu cantinho.. Espero que goste..
    Beijokas...................

    ResponderExcluir
  7. Oi Luciane, tomei a vacina e não tive reação nenhuma, vim dizer que fiz sua torta de maçã, ficou muito boa, só não sei se usei a mesma qualidade de maçã que vc, quero dizer também que publiquei sua receita no meu blog, não vai ficar brava comigo né??
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. ola luciane faz tempo que não passo aqui...não podia deixar de comentar,tbém estou indignada com este governo...temos o direito só que se não unirmos e pedirmos nossos direitos tudo sempre vai acabar em pizza.AQUI tomei a vacina com receita medica e minha filha tbém...mas o marido não tomou e na rede particuar não está tendo!!rs fica aquela sensação de impotencia grita para quem!!!é dificil até mandei um email para a emprensa questionando tudo isto...pagamos impostos para nada!!
    bom agradeço por poder falar e concordar com vc...poucas pessoas estão colocando este assunto em pauta!!
    bjos.....

    ResponderExcluir
  9. Oi, Lú, que bonitinho estes alfineteiros!!Amei!!Já me vacinei e graças a Deus os filhos e marido também!!Esta doença é muito grave e no ano passado muitas pessoas aqui tiveram a gripe H1N1...Se cuida!!Beijos!!!

    ResponderExcluir
  10. Oi Lú!!!
    Adorei os alfineteiros!!! Lindos!!!
    E qto a vacina, aqui em casa todos já vacinaram, só está faltando euzinha aqui!!! Tenho até dia 05/06 para ir numa clínica particular tomar a mesma.Mais prometo que vou!!! Aqui em casa a cobrança é grande, pois meus filhos já tomaram e meu marido tbém.
    Bjussss

    ResponderExcluir
  11. Oi, Lu!

    é a primeira vez que posto um comentário, apesar de te acompanhar há algum tempo... tb tenho um blog, mas ainda está no comecinho, quando tiver alguma coisa lá te aviso, rsrs...
    Sou professora de inglês, então vou ver se dou uma traduzida no tutorial, aí te aviso, pelo menos algumas dicas, para ficar mais fácil prá quem não entende.
    Tb sou de Curitiba, e aqui em casa tá todo mundo vacinado, o que dá uma tranquilidade... a escola do meu filho ia vacinar os alunos, como vc falou, mas não conseguiram fechar o contrato com o laboratório... então levei no posto mesmo e consegui...
    bjs
    Carol

    ResponderExcluir
  12. Os alfineteiros são muito lindos.

    ResponderExcluir
  13. Cris Chiosini,
    A estratégia para enfrentar a segunda onda da Influenza H1N1 não é vacinar toda a população, para conter o vírus. Isso porque não é mais possível conter esta doença. Por isso, a prioridade é vacinar pessoas que façam parte do grupo de risco. Ou seja, pessoas que correm mais riscos de desenvolver a forma grave da Influenza H1N1. Além disso, diversos países precisaram comprar vacina. E a indústria não consegue acompanhar a demanda. Principalmente pelo tempo de demora na fabricação da mesma. O Ministério da Saúde do Brasil comprou vacina suficiente para atender aos grupos prioritários. Após esta campanha, de acordo com a situação epidemiológica e também com a disponibilidade de vacina, outros grupos poderão ser vacinados.

    Mais informações:
    fernanda.scavacini@saude.gov.br

    ResponderExcluir
  14. Nina,

    Parabéns pela sua atitude, dessa maneria você e sua família estão ajudando o Brasil na luta contra o vírus Influenza H1N1.
    É importante que você saiba que o corpo demora em média de 2 a 3 semanas para criar imunidade contra a doença após a aplicação da vacina.

    Mais informações:
    fernanda.scavacini@saude.gov.br

    ResponderExcluir
  15. Lina Pereira,

    Agradecemos pelo seu posicionamento coerente sobre a campanha de vacinação. Parabéns pela maneira sensata que trata o assunto. Milhares de pessoas morreram no Brasil em 2009, o Ministério da Saúde tem o dever de zelar pela saúde do brasileiro, sabendo-se que a Influenza H1N1 representa uma ameaça a esse princípio. O Ministério da Saúde realizou inúmeras pesquisas e discussões para chegar a campanha em curso. Foram adquiridas 113 milhões de doses para imunizar todas as pessoas que estão nos grupos de risco. Mais uma vez, obrigado por estar nessa luta.


    Mais informações:
    fernanda.scavacini@saude.gov.br

    ResponderExcluir
  16. blog da lone,

    É importante que você seja imunizada, pois assim vai garantir a proteção completa na família.
    As pessoas que estiverem fora do grupo a ser imunizado pelo Ministério da Saúde poderão se vacinar em clínicas particulares. Porém, para saber mais detalhes, como preço e locais é preciso entrar em contato com as próprias clínicas. O Ministério da Saúde não detém as informações da rede privada.


    Mais informações:
    fernanda.scavacini@saude.gov.br

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

ShareThis