Google+ minha casa, meu mundo: Violência

1 de junho de 2010

Violência

Por vezes meu blog não é agradável, mas é preciso que assim seja, porque não vivemos em um mundo apenas belo, leve e gentil, mas sim terrivelmente injusto e violento. É preciso ter capacidade de indignação e reagir àqueles que insistem em desrespeitar os mais elementares direitos humanos, seja lá de que país for o agressor. Brasil, Israel, China, EUA, Irã, para mim não faz a menor diferenteça. Nenhuma violência é justificada. Por isso, é preciso mostrar esta indignação, calar é ser conivente e aceitar a violência. Esta é a minha posição, como tantas vezes já falei aqui no blog.
Diante dos fatos ocorridos ontem e diante de novo ataque israelense à Faixa de Gaza, hoje, matando 5 pessoas, acho importante mostrar que lá não existem apenas terroristas, mas também crianças e mães, que poderíamos ser todas nós se não tivessemos a sorte de viver no Brasil.
Porque eu ainda tenho a virtude de me indignar com a violência é que pergunto: Qual mundo queremos para nós e para todos os povos, independetemente de raça e religião?

É este?





Estas crianças feridas e mortas, que viviam na Faixa de Gaza, parecem terroristas ou parecem com nossos filhos,  pequenos inocentes? Sendo crianças exatamente como nossos filhos, e não devam pagar por nossos erros, por que continuam a ter sua sua infância roubada, destruída e massacrada? O que estas crianças sabem sobre o Hamas, Israel, Faixa de Gaza, bloqueios?
É possível não se indignar? É possível continuar a semear o ódio? Ou alguém tem dúvidas de que uma criança que cresce sofrendo todo o tipo de violência não cria ódio contra o agressor e não responderá com mesma violência se possível?
É assim que se pretende alcançar a paz no Oriente Médio?
Uma guerra se faz entre exércitos, uma guerra obedece normas internacionais de proteção aos direitos humanos, as quais não permitem o ataque a civis, velhos, mulheres e muito menos a crianças.
Vamos pensar mais no mundo que queremos e naquele que deixaremos para nossos filhos. Vamos deixar a passividade e a letargia e recuperarmos nossa capacidade de indignação. É preciso.

28 comentários:

  1. Tudo isso é muito triste, ver que as pessoas estão se matando, muito triste ver que as crianças são sempre as mais atingidas, que nada é feito para conter esse terrorismo todo, essa violência por ideais e religião, a religião deveria unir os povos e acaba por destrui-lo.
    Mas muitos se negam a ver e agir diante de tanto terror, acredito que a união verdadeira de pessoas e países poderia conter tudo isso, mas muito é falado e não consigo ver um fim para isso.
    bjs

    ResponderExcluir
  2. triste demais,
    realidade nua e crua mas que temos que parar de querer fechar os olhos e ignorar pois e isso que muita gente faz fecha os olhos para as coisas ruins e os problemas fingindo que eles não existem mas existem sim estão ai na nossa cara nos mostrando que o mundo pede socorro todos os dias.
    bjs.

    ResponderExcluir
  3. infelizmente temos que nos deparar com essa dura realidade da vida e o que é pior,sozinhos estamos de mãos aradas e quem realmente pode ajudar,muitas vezes fecha os olhos.no mais nos resta orar por essas famílias e expressar nossa indignação.

    ResponderExcluir
  4. Lu, vc está certa em postar sobre o que te incomoda. E imagens assim incomodam todo mundo. Ninguém quer uma realidade como essa.
    É muito triste e doloroso ver algo assim!

    ResponderExcluir
  5. Oi Lu! O post de hoje foi denso, hein? Me deu um nó na garganta e no cérebro. Nem sei o que dizer...

    Beijo e até amanhã!

    ResponderExcluir
  6. Oi Lu, não só concordo com vc como vou emprestar algumas dessas fotos para colocar no meu post.
    bjs
    mamélia

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. Oi!
    Vim te convidar para fazer uma visitinha no meu blog e conhecer as promoções que estão rolando por lá!
    Beijinhos!...

    ResponderExcluir
  9. é de se indignar mesmo, vendo estas imagens, guerra quem faz são os terroristas, os chefes de estado etc, mas infelizmente quem sai perdendo mais é a populaçã indefeza, aqueles que não tem como fugir ou se abrigar, muitas vezes aqueles que são contra a guerra, mas não tem escolha em estar no meio dela...
    isso tudo é muito triste!

    ResponderExcluir
  10. não consegui terminar de ler depois que vi as fotos..acho que cada rostinho daqueles me lembra o meu filho mesmo....dá um desespero na gente..
    esse horror que acontece é porque sempre tem gente querendo algo, e se nao é dado por boa vontade ele se acha no direito de ir pegar a força mesmo independente se vai machucar alguem ou não..isso não importa para essas pessoas...

    ResponderExcluir
  11. Lu, sabe que nessa fase de pensamento "em ter um filho", isso machuca muito mais o nosso coração, ninguém quer que aconteça conosco né?
    Mas e o amor das mães, dos pais?
    Ninguém quer, triste isso.
    bjss e saudades

    ResponderExcluir
  12. Seu post é um tapa na cara que todas nós merecemos levar por nos calarmos tantas vezes. admitável indignação

    ResponderExcluir
  13. Como descendente de Palestinos, mais precisamente vindo de Jerusalem, sei como essas noticias de ataques, massacres, dentre outras tragedias na faixa de Gaza abalam as pessoas, na minha familia por exemplo, que temos parentes na regiao, é mais massacrante ainda....

    portanto, sei muito bem como isso revolta....

    ResponderExcluir
  14. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  15. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  16. Oi, Luciane
    Quando li seu post, vim te parabenizar, porque, no mundo "fofinho" dos blogs de artesanato, um post assim é um ato de coragem, penso eu, embora necessário.

    Só que costumo dar uma lida nos comentários, porque sempre me interessa o debate de idéias. E li a "discussão" com a Maria Lúcia, que PARECE (porque não conheço todos os argumentos do debate) querer dizer que os israelenses não são os culpados (ou os únicos) pelas mortes.

    Me perdoem se não entendi direito ou se me meto onde não devo, mas o problema aqui, na minha opinião, é que não importa quem seja os culpados, os responsáveis, o que importa - e foi isso que entendi do seu post, Luciana - é que crianças inocentes morrem e são feridas e que mães, como nós, sentem essas mortes e ferimentos de maneira muito pior do que qualquer governante no mundo. Eu não sei se teria coragem de continuar a viver sabendo que, com certeza, uma hora ou outra ia ver meu filho ser atingido dessa forma ou assistindo a tanta crueldade.

    Penso que, mais do que encontrar culpados ou responsáveis, nós deveríamos nos unir e pedir para que isso parasse. Talvez seja uma posição muito ingênua da minha parte, mas acho que enquanto um dos lados não se conformar em perder, as mortes não acabam. O ciclo de violência recomeça a cada geração, em muitos casos, apenas por herança e hábito...

    Beijos, Rosa

    ResponderExcluir
  17. Bom dia Lu! Concordo plenamente que não devemos ficar omissos com estas situações, mas sinto em dizer que as coisas só tendem a piorar, enquanto o homem achar que é produto do meio. Por tudo que leio em seu blog, vejo que vc é uma pessoa muito inteligente e por isso gostaria que conhecesse esse site: www.provida.org.br
    Clique no link "Nos dias de hoje..." Espero que goste. Bjs

    ResponderExcluir
  18. Realmente las imgenes ...sin palabras. Y las acciones REPUDIABLES

    ResponderExcluir
  19. Fernanda,
    Primeiro,entendo perfeitamente sua opinião, mas não ache que este blog se compadece da dor apenas das crianças do Oriente Médio, já tratei do tema violência infantil em outras oportunidades e esta é a causa que abracei.
    Pelo seu comentário acredito que você deva desenvolver trabalhos contra a fome aqui no Brasil e te parabenizo por isso. Eu prefiro me manifestar contra a violência infantil, seja no Brasil, seja em qualquer lugar no mundo. Eu tento fazer o meu melhor e entre as minhas ações está mostrar aqui no blog a minha opinião e imagens de violência que fazem as pessoas pararem para pensar a respeito. Isso é uma manifestação pacífica e efetiva considerando que este blog conta mais de 3500 assinantes entre feeds e seguidores. Além de até 4000 leitores diários.
    Ocorre que este blog não é um jornal ativista, mas um blog de artesanato, então raramente trato do tema, apenas quando minha indignação explode.
    Cada um escolhe sua bandeira, sua causa e luta por ela. Não poderia ser diferente porque é impossível abraçar todas as causas e se você trabalha em prol das crianças brasileiras para dar fim à fome em nosso país sabe bem disso. Não dá para lutar contra a fome, a violência infantil, o trabalho escravo, o tráfico de mulheres e a caça das baleias. É preciso escolher uma causa e seguir fazendo o melhor de si por ela.
    Eu sou uma pessoa que tem posições políticas e humanitárias muito claras e firmes, sei onde quero chegar e exatamente qual a consequencia destas fotos aqui e ajuda, ajuda muitíssimo!!!! Até mesmo sua discordância me deixa contente, porque de alguma forma as fotos te chamaram a atenção e fizeram pensar a respeito, mesmo que para criticar. Isso é um avanço à apatia, não acha?
    Se cada um fizer sua parte pela causa que acredita o mundo um dia será muito melhor.
    Não concordo que devemos fechar os olhos aos problemas mundiais, se não fossem os ativistas humanos ao redor do mundo, mostrando a dor de todos os povos, a situação destes estaria muito pior.
    Sobre as crianças brasileiras, talvez você leia apenas os jornais de grande circulação porque existem muitas entidades sérias trabalhando para extirpar a fome em nosso país e muitas imagens chocantes. Eu viajo muito pelo Brasil e com felicidade posso te dizer que o trabalho destas entidades e do governo brasileiro está melhorando e muito as condições de nosso povo. E isso me deixa imensamente feliz!
    E minha cara, colocar as fotos das crianças ajuda e muito, faz as pessoas pararem para pensar e este movimento é importante. Ou devemos simplesmente fechar os olhos para o que acontece no mundo para confortavelmente sentarmos em nosso sofá e ver a novela com a consciência limpa?
    Eu não consigo e você?
    Beijos
    Lu

    ResponderExcluir
  20. Ola!!!!!!!!
    Muito triste essas fotos,triste mesmo ...os inocentes sem culpa pagam um erro sem entender...Parabens por divulga-las...
    Bjos Laidi

    ResponderExcluir
  21. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  22. Concordo plenamente com a postagem, não entendo a "simpatia" da imprensa internacional com a maioria das atividades de Israel(não neste caso, mas em muitos outros) que claramente não visam apenas o combate ao terrorismo! E discordo de quem criticou você ter posto isso no blog, o blog é de artesanato, porém é um blog pessoal!

    Criança é criança e gente é gente em qualquer lugar do mundo... O fato de uma pessoa se importar com outra e expor isso já é um passo e ações são consequências de reflexões,além disso moramos no mundo e não apenas no Brasil, isoladas de tudo e todos!!

    ResponderExcluir
  23. Oi Lu.
    Como diria minha mãe, contra a ignorância não há argumentos.
    O mundo agradece a existência de pessoas como você.
    Beijo, Lê.

    ResponderExcluir
  24. Lú, vc tem toda a razão!!! Além de ter um excelente blog, vc é uma ótima profissional porque acompanho alguns de seus trabalhos e moramos na mesma cidade, na qual vc sabe que se fala muito de um para o outro apesar de pequena e até hoje só cruzei pessoas do meio do direito que falam muito bem de vc!!!! bjks Adoro vc!!! Rosane Casagrande Haquim

    ResponderExcluir
  25. Corregir, Curitiba não é pequena, bem pelo contrário, mais para as fofocas...

    ResponderExcluir
  26. Oi Amada,È isso ai o amor não fica indiferente com a injustiça. Deus te abençoe.

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

ShareThis