Google+ minha casa, meu mundo: Divagando

18 de julho de 2012

Divagando

Postado por Lu Ramos


Eu ando meio cansadona, por isso este blog anda meio abandonadinho... Não tenho tido muito tempo para minhas costuras, quem dirá para fazer tutoriais. E também desanima saber que meus tutoriais andam sendo copiados por aí, na cara dura, sem os devidos créditos. Como tem gente mau caráter no mundo.
Por exemplo: AQUI, AQUI, AQUI... isso em uma pesquisa de cinco minutos!
Não tenho tido muito tempo, nem ânimo para as costuras e afins, sei lá porque... meu atelier está tão abandonado que dá até dó.
***
Mas vou ficar um período afastada do trabalho por conta de licença prêmio e isso é ótimo, porque quero desligar completamente! Se bem que ontem fui trabalhar (mesmo em licença) e amanhã vou também... é que não consigo deixar nada atrasado, tenho que fazer tudo! Mas acho que semana que vem já vai estar tudo zerado e eu poderei descansar de verdade.
***
Estes dias minha amiga Flávia Bley, do O Segredo do Vitorio, escreveu um post no face, que me fez pensar:
Vendo a foto da Marcha das Vadias e pensando aqui que sei que moramos num país mega machista e que a marcha é uma causa digna, mas eu mesma jamais jamais jamais senti nenhum tipo de preconceito, limitação, etc. por ser mulher. Estudos, cargos de confiança, guitarra, empreendedorismo, sair sozinha, viajar sozinha... É como se o machismo só existisse na literatura, jornais e TV. Se algum homem algum dia me dissesse que eu não poderia fazer alguma coisa eu, sinceramente, ia me matar de rir. Pena que não é igual para todas. Força, mulherada! Fujam dos que te limitam! Vocês não precisam meeeeesmo conviver com almas tão involuídas assim.
Realmente o machismo parece algo muito distante para mim também. Sempre fiz o que queria fazer, como queria fazer. Não consigo compreender uma mulher que se permite ser tolhida, quem dirá agredida. Não estou colocando a culpa na vítima, não se trata disso. Mas acredito que o machismo existe porque as mulheres aceitam a posição de submissão que lhes é imposta. Por vezes é até cômodo.
Quando eu atuava em Juizados Especiais via muitas mulheres agredidas que ao final pediam para retirar a queixa e voltavam para casa com o marido que não vale nada... e eu ficava pensando com meus botões o que as levava a tomar esta atitude tão submissa... nunca entendi!
***
E segue o baile!

Beijos

Lu

8 comentários:

  1. Olá, uns dias atráz fiz um comentário no seu blog, dizendo como gosto da sua sinceridade quando faz estas postagens, hoje quando li esta postagem parei e pensei continuo com a mesma opinião dela. Pode isso? pareçe que temos a mesma cabeça. Confesso que adoro seus tutoriais, e que também me dá um dó de ver seu blog triste assim, desejo que esta fase passe logo e vc poste além da suas opiniões que são ótimas, mais trabalhos lindos.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Lu,gosto muito de ler tudo que você escreve e adoro seu blog, concordo com você sobre a submissão que muitas mulheres sofrem ou se deixam sofrer, mas muitas não tem opção... dependem financeiramente ou emocionalmente (o que é pior) de seus agressores, e muitas vezes aceitam pelos filhos.Infelismente não tiveram ninguem para incentiva-las desde a infancia a mudar ou sonhar com uma vida melhor. Continue postando, mesmo devagar, mas sempre eu adoro tudo que você escreve e faz, trabalhos lindos que estimulam muitas pessoas como eu que não sei nem costurar mas tento fazer seus trabalhos lindos, são inspiradores.

    ResponderExcluir
  3. Olá Lu.Sou sua seguidora já há algum tempo,mas geralmente não comento.
    Hoje senti uma tristeza profunda no seu post.Eu te entendo,não temos os mesmos problemas mas já passei por momentos assim.
    Sua divagação tem toda uma razão,todo um sentido.
    Tb sou do tipo nada submissa,vou e faço sem ninguém mandar ou mesmo que me digam não.Mas gostaria de lhe apresentar o outro lado da moeda.Confesso que isso de ser independente e não submissa as vezes cansa pois tudo sempre acaba sobrando pra vc.Resolver problemas,tomar as iniciativas.Quem nos rodeia sempre acaba esperando a nossa atitude primeiro,acabam sendo dependentes de nós.Por isso digo que cansa.Eles não veem que no fundo nos tb temos medo,tb choramos, tb precisamos de colo.
    Bommmmmmmm,deixa pra lá.Agora quem está divagando sou eu,mas como eu disse,nossos problemas não são os mesmos,por isso estamos divagando quase sobre a mesma coisa mas com sentidos diferentes.Desculpe.
    Quanto à estarem surrupiando seus tutorias tenho uma dica.
    Primeiro de tudo acho que vc deve entrar em contato com os blogs e sites que te copiaram e exigir os devidos créditos.
    Concordo que algumas pessoas agem de má fé,mas não são todos.Algumas pessoas acabam copiando de alguém que copiou a cópia de outra cópia.Inclusive vejo na maioria dos blogs uma legenda com os dizeres "se vc é dono dos créditos e se sentiu lesionado favor entrar em contato para colocarmos os devidos créditos....."
    Não se sinta tão mal,tão ultrajada,tão lesionada,porque as vezes algumas pessoas não estão cientes que estão te fazendo tão mal.
    A minha dica na verdade é uma coisa bem básica e que vejo a maioria dos blogs fazerem.Coloque uma marca dágua em todas,todas messssssssmo,todas as fotos que postar.Mesmo que o pessoal copie seu tutorial ou apenas uma foto,sua marca registrada estará sempre lá.
    Infelizmente ainda não faço isso nas minhas de preguiça mesmo.Se não me engano dá pra colocar marca dágua paint e no fotoshop.Não tenho certeza,nesse caso vc vai ter que pesquisar com alguém mais experiente que eu.
    Espero que tenha ajudado.
    Animo menina,tudo na vida passa.Tudo vc pode naquele que te fortalece,Deus.
    bjs e venha visitar meu cantinho uma hora dessas.
    Edpaula

    ResponderExcluir
  4. PS: Acabei de ver que no blog Artesanato e Cia há créditos pra vc sim,bemmmmmmmmmmm pequeno no final,mas tem sim,então como eu disse não desanime,nem todos agem por mal.
    bjs

    ResponderExcluir
  5. Olá curti muito esse post e realmente concordo plenamente com você mulher submissa a homem existe infelizmente e eu conheço muitas assim mas como você disse sempre fiz o que quero e de certa forma isso me ajudou a não aceitar mulher que abaixa cabeça para homem.bjs bjs!

    ResponderExcluir
  6. Olá Lú! Eu acho o máximo seu blog e te admiro bastante, não costumo escrever muito, pq o meu tempo é muuuito escasso como o seu rsrs... Quando vc comentou sobre o cansaço e a falta de tempo me identifiquei contigo apesar de ser por motivos um pouco diferentes. Sempre fui muito ativa e trabalhei muuuuito, até que me casei e tive três jóias preciosas, meu filhotes que estão o Gabriel com 4 anos, a Maria Clara com 2 aninhos e o Rafael com 9 meses, resolvi parar de trabalhar para me dedicar a eles neste momento que são muito pequenos, tirei uma longa licença maternidade, pois este foi sempre o maior sonho da minha vida. Sinto muita falta de trabalhar, pois gosto muito e agora estou iniciando um blog para compartilhar assuntos, e futuramente mostrar meu trabalho... Eu li o comentário da Edpaula e concordo com ela, pois cheguei através do seu blog por um direcionamento AQUI! Mas não me lembro em qual blog. Acredito que muitas pessoas não fazem por mal e sim muitas vezes por alguma limitação, desconhecimento ou até pq acham mais interessante pois direcionam a pessoa ao local em poderão obter informações corretas sobre a imagem. Não se sinta lesionada, mas sim prestigiada, pois se citam seus trabalhos é pq eles são realmente ótimos. Veja sempre pelo lado bom! Fique com Deus! Ânimo e sucesso para vc!!

    ResponderExcluir
  7. Oiiiiiiii

    Corre lá no blog que tem um sorteio de uma almofada super moderna rolando! Não deixe de participar!

    http://comprandomeuape.blogspot.com.br/

    Boa sorte!
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Oi Lu,
    Faz dias que to querendo escrever nesta postagem, que li pelo celular, mas nunca conseguia. Mudei daí de Curitiba para Aracaju e sinto uma diferença ENORME em relação ao machismo. Aqui a coisa é bruta! As mulheres tem pouca escolaridade, não se impõe e nunca são tratadas como 'iguais' pelos homens - que são arrogantes, grosseiros e muito, mas muito machistas. É claro que sim, temos exceções, mas são raras e não cheias de deboches (perguntam para o rapaz 'ué, você é viado?' quando ele não tem mais de uma mulher/namorada). Mesmo mulheres que estudaram são tratadas 'como mulheres', seres inferiores e sem opinião... e em muitas situações elas baixam mesmo a cabeça e se colocam nesta posição... quando tem um posicionamento diferente, é dada como 'mulher macho' ou ainda, 'que manda no marido'... é terrível!
    Vivi várias situações no trânsito e no dia a dia de muito machismo, onde tive que bater o pé, me impor e falar grosso e alto para mostrar que tenho que ser respeitada. É um caminho gigante a percorrer e olha, não sei se estarei viva para ver esta transformação por aqui. =/

    um beijo!

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

ShareThis