Google+ minha casa, meu mundo: Prontas para o Scrap?

14 de outubro de 2011

Prontas para o Scrap?


Antes de começar o nosso primeiro papo, quero deixar aqui os meus parabéns para a Giova. Fiquei impressionadíssima com o fichário – nem sabia que existia esse tipo de coisa – e alertá-las de antemão que sou a pessoa mais desorganizada que eu conheço. Sim, preciso contar isso para vocês não levarem gato por lebre. Não tenho nenhum espaço vago na minha casa, então o meu ateliê é na sala mesmo. É lá que espalho a minha bagunça. Não tenho orgulho nenhum em dizer que, muitas vezes, faço a minha família se espremer no cantinho da mesa para jantar porque tenho algum trabalho inacabado, que será terminado assim que as crianças forem dormir.




Também preciso dizer que tenho a minha alma presa em alguma vida passada. Sou retardada quando o assunto é tecnologia. Não me orgulho disso, mas preciso começar a nossa amizade sendo honesta. Troco um Iphone 4 por uma Singer enferrujada que nem precisa funcionar facinho, facinho, só para decorar a minha sala. Amo papel, cola, essas coisas bem primitivas. É por isso que me apaixonei pelo Scrapbooking.

Como não se deixar enlouquecer pela variedade de papéis que encontramos por aí? É verdade que os mais encantadores são importados. E caros. Por isso gosto de mesclar uma preciosidade com papéis lisos e simples, encontrados em papelarias e até em casa.


O que se sabe é que o Scrap surgiu na época vitoriana, quando se usavam pedaços de tecido e papel para decorar cadernos e álbuns. Neles, as pessoas anotavam informações sobre acontecimentos de suas vidas.

Depois surgiu a fotografia e, naturalmente, as pessoas passaram a guardá-las nesses cadernos decorados.

Há muitas adeptas dessa arte que acreditam que o Scrap só é válido se for utilizado junto com a fotografia.

Preciso discordar. Não vejo limites para o Scrap. Tem tanta coisa linda que é possível fazer com retalhinhos de papel! Na verdade, o que eu menos gosto são os álbuns. Eu me nego a gastar horrores em papel, penduricalhos, fitas, botões, permanecer horas em cima de uma página que vai ter de tudo, menos foto.


Bem, agora que já lhes apresentei ao Scrap, querem começar? A minha primeira dica é guardar. Comprou uma roupa nova que veio com uma etiqueta linda? Guarde. Recebeu um folder de loja que tem uma logo super bacana? Guarde:








Há alguns meses ganhei uma barra de chocolate espanhol dos meus cunhados. Achei o papel divino e guardei-o na gaveta. Na semana passada, uma amiga me pediu que fizesse uma caixinha de guloseimas para a mãe deixar sobre a mesa do escritório. É claro que lembrei do dito cujo. Dei uma desestressada na embalagem – uma técnica que eu gosto muito por tirar aquele ar de encorpado do papel e também dar volume ao trabalho. Como fazer? Amassando-o cuidadosamente e devolvendo-o à forma original:










Para dar um volume ainda maior, você pode usar fita banana para fixá-lo. Ela é uma dupla-face que parece uma esponja. Pode ser substituída por um pedaço de isopor:





Eu não precisei utilizá-la. Usei cola branca mesmo. Olhem o resultado com o papel de chocolate, na caixa já pronta:





Espero que tenham gostado! Até a próxima.



Pitaco da Lu: Gostaram? Este é apenas o aperitivo,para dar um gostinho. O scrap é um mundo de possibilidades, assim como o patchwork. Aguardem, isso aqui vai ficar bacana!

20 comentários:

  1. Oba!!! Estava Louca para aprender sobre scrap....

    ResponderExcluir
  2. Ai ai ai que lindo!

    Tem sorteio no meu blog, confere lá!

    Beijos...

    gabidealmeida.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Lindonaaaaaaaaaa....sempre venho por aqui, mas com essa correria do dia a dia a vida é sempre corrida (sei que não é desculpa pra não ter coments, sorry).
    Totalmente me identifiquei com esse seu post...kkkk...tb troco um Iphone facim, meu celular só é bão a máquina de fotografia que eu não fico sem....hauhauhauh

    Ummmm xero grandão.

    sumemooooooooooo.

    Bjotas sonoras.

    ResponderExcluir
  4. Seja bem-vinda, Dani!
    Eu confesso que só não troco um IPhone porque não o tenho, senão também trocava fácil! Meus celulares são os mais simples do universo! Senão complica...rsrs
    Adoro os trabalhos manuais, e também tenho a mania (de velho, como dizem aqui em casa) de guardar tudo que acho bonitinho. Tenho 2 caixas forradas bonitinhas para 'camuflar' a bagunça! Não uso a sala senão me expulsam, acabo entulhando meu quarto mesmo...hihihi
    Fiquei animadíssima em aprender a fazer coisas lindas!!
    A Lu me deixa babando com as 'artes' dela para as festinhas, quero aprender tudinho e ficar craque também! rsrs
    Beijinhos, meninas!

    ResponderExcluir
  5. gente, encontrei minha irmã siamesa kkkkkkkkkkkk
    sou uma pessoa desorganizada por natureza mas que se esforça tanto pra se organizar que sofre até... nã otenho meu canto , o lugar é a sala de jantar, onde ninguém mais entra, só caixas empilhadas e papeis... e base de corte já mora lá sobre a mesa... mas na minha bagunça me encontro... nem tente arrumar, ficou louca qdo vou procurar o tal celofane que foi retirado do lugar... perco meu humor e prefiro sair pra comprar outro do que me irritar profundamente ao vasculhar as caixas... já li certa vez que scrap é scrap se for usado fotos... nunca usei fotos em minhas artes... e não desmereço o que faço por não usa-las.. e outra coisa que ri sozinha aqui comigo... eu guardo etiquetas de roupas kkkkkkkkkk pensei que fosse a única louca desvairada na face da terra que juntasse tudo kkkkkkkkkk e fico ofendidíssima qdo tiram sarro pq guardo latas de leite ninho para um projeto futuro.... ou então copos de cup noodles para virar um centro de mesa em festas futuras... por isso o quartinho do fundo é cheio de caixas kkkkkkkk (lá guardo só o que não tem perigo de molhar); já vi que vou amar tudo por aqui bjks

    ResponderExcluir
  6. Adorei o post. Scrap realmente tem muitas possibilidades e essa ficou maravilhosa. Também tenho mania de guardar etiquetas, papéis de embalagens e até as fitinhas que que vem em blusas e que servem para prender no cabide. Nada disso é lixo e já usei vários desse "guardados". Já estou curiosa para ver os próximos posts.
    Bjo e um fim de semana cheio de artes,

    Alê

    ResponderExcluir
  7. Adoreiii!!!!
    Se tem uma coisa q "ainda" não faço é scrap, mas na correria é dificil parar para fazercurso ou algo assim!!!
    Vai ser bom aprender algumas dicas por aqui!!!
    Bjinhus

    ResponderExcluir
  8. Olá Dani!!!
    Ameeii a matéria falando da história do scrap.Já adimirava esta arte,agora que conheci uma pessoa que é louca por ela,pronto passei a gostar mais ainda.vou guardar as dicas.Sempre jogo fora as etiquetas e outras cositas fora,agora ai meu Deus,não sei aonde guardarei mais coisinhas,rrrr.Parabéns belo post.Bjins

    ResponderExcluir
  9. Obrigada pelas mensagens cheias de carinho, meninas! Adorei saber que não sou a única bagunceira do pedaço, nem a única a guardar velharias e mimos que nem sei quando (mas vou!) usar. Que bom que estão animadas. Vamos nos divertir e inventar muita moda por aqui.

    ResponderExcluir
  10. Paty, minha irmã siamesa, essa do cup noodles foi ótima! : )

    ResponderExcluir
  11. Oi Fá, já estou pensando num post sobre scrap parties! Dá pra fazer tanta coisa linda.... Aguarde.

    ResponderExcluir
  12. Ola amiga,eu nao tenho espaço em casa entao comprei uma arca de jardim ,que esta na rua mesmo e esta cheia,tenho 2(caixas maliaveis)no cantinho do sofa,a caixa ficou linda
    bijix

    ResponderExcluir
  13. Lindo blog, amei o conteúdo! E não é pq é a minha prima, mas a Dani mandou muito bem. Estão de Parabéns! Beijos, Silvia.

    ResponderExcluir
  14. Oi amiga, adorei seu blog! Lindo! To te seguindo já, se puder passa a no meu tb!
    http://csdemulher.blogspot.com/ e segue!
    B-jo G-de
    Nadja

    ResponderExcluir
  15. Nossa, mas esse é um Senhor papel de chocolate!! Devia ser crime jogar fora algo assim! Será que vende no Brasil? (pessoa que vai comprar o chocolate só pela embalagem xD )
    A caixa ficou linda demais.

    ResponderExcluir
  16. Achei engraçada sua mania de guardar todos os papeizinhos que consegue. Minha mãe tem essa mania também, mas com panos. Guarda tudo.
    Fez uma barra, guarda o que sobrou. Fez uma roupa, guarda os mínimos restinhos. Tudo pra poder fazer patchwork e aplicações ^^
    Eu ja tava achando que ela tinha síndrome de Diógenes, até que eu também comecei a fazer patchwork e aplicações. E peguei a mania também o.o

    ResponderExcluir
  17. Dani e Lu,
    Há tempos acompanho a Lu por aqui. Acho o máximo tudo, tudo q ela escreve. Apesar de admirar, sei q a principal arte da Lu é o patch, q não consigo. Meu negócio é scrap... amoooo!! E adorei saber q vou ver mais aqui. Concordo com a opinião de que o scrap é caro, ou melhor, pode ser caro. Já faz algum tempo que invisto nesta arte, então hoje tenho muuuiitoo material, ferramentas e até uma Cricut. Mas fui comprando aos poucos. Mesmo assim, nunca deixei de juntar coisas como vc disse Dani. Tags de roupas são ótimas, sacolas também acho legais. Já fiz uma página bonitinha com uma sacola de uma loja de roupas de bebês, ou seja, não gastei absolutamente nada. Então, é possível fazer scrap sem gastar muito!! Vou esperar o próximo post ansiosa meninas.. é sempre bom ler sobre scrap. E a gente torce p q cada vez mais pessoas passem a curtir!!
    Bjim
    Flávia

    ResponderExcluir
  18. Deborah, eu te entendo perfeitamente! Compro garrafas de cerveja que nunca bebo só porque acho tão lindassssssssss! KKKKKK. O papel é maravilhoso mesmo. É de Barcelona e nunca vi aqui.... Cecília, esta idéia da arca de jardim é ótima! Adorei!

    ResponderExcluir
  19. Que bom, Flávia! Vamos nos divertir muito por aqui! Adoro esse desafio de fazer coisas lindas sem gastar muito. E vamos colocar essa mulherada para fazer scrap conosco! Beijão.

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

ShareThis